Os quadros apresentados neste blogue são para venda, com excepção dos que estão marcados como colecção particular.
Pode contactar a autora por e-mail.

aborgesgomes@gmail.com


02 março 2015

"Boneco" - step by step

   Sem grandes possibilidades de andar por aí a fotografar ainda, decidi que o trabalho a óleo que tenho em mãos neste momento merecia alguma referência neste meu blogue, não só por ser pintado a óleo mas também por utilizar 3 técnicas diversas... Como estive duas semanas sem fazer literalmente nada, voltei à pintura na semana passada e cheia de vontade!!!É o que posso fazer neste período pós-operatório...também posso andar um pouquinho mas sempre com o chamado "colete cervical", pelo menos até à proxima semana... depois se verá!
   Esta pintura baseia-se em várias fotografias que tirei no verão passado ao cavalo de um primo afastado no Ameal, chamado Boneco. Primeiro, pela posição do animal no campo de milho, segundo, pela luminosidade da manhã, terceiro, pelo contraste e reflexos que produz e acrescentei um "background" de árvores, na realidade de eucaliptos, oferecendo tons mais quentes para contrastar, de uma outra fotografia tirada na mesma altura e no mesmo local. Em primeiro plano o Boneco no meio do milho.
    O primeiro passo foi decidir o tamanho da figura que iria pintar e depois desenhar os traços principais... Neste caso, isto revelou-se bastante difícil, para mim e para a minha professora, pela posição em que o cavalo se encontrava, pelas sombras e pontos de luz! Está em plano inclinado, não só pelo terreno ser a descer em leiras mas por eu estar posicionada num plano superior para o fotografar!Na estrada...
   Não me envergonho de dizer que tenho dificuldade de captar as distâncias correctas, este é o meu "handicap" mas tento sempre fazer o melhor que posso e só depois é que passa pela mão da minha professora.
   O passo seguinte foi dar algum colorido de base e demarcar a zona de fundo. A técnica que aprendi foi a de fazer pequenos pontos e ir usando cores que dariam a ideia de profundidade e de luminosidade da manhã. Não tive muita dificuldade nesta técnica mas, como tudo, é preciso paciência e saber ver a fotografia. Cada vez que se olha vê-se tonalidades diferentes.
Comecei a ficar muito entusiasmada com o que estava a aprender!

  

Já com o arvoredo com a primeira mão e muita paciência, e para aproveitar a tinta restante da paleta, lá fui demarcando as partes mais escuras do cavalo...Já dá para se ter uma ideia do pretendido: o cavalo será pintado de uma forma mais naturalista, por assim dizer.





Terminada a primeira mão no cavalo, era necessário dar cor ao fundo da parte restante, sobre a qual irá ser pintado o milho. Foi também preciso trabalhar mais um pouco os pontos de luz no cavalo e escurecer as zonas onde se encontra a sombra do Boneco - no lado direito em baixo. No fim desta sessão fiquei um pouco apreensiva pela semelhança de tonalidades entre o cavalo e o solo. Embora o cavalo seja branco malhado é preciso realçar os reflexos que a luminosidade da manhã lhe dão...

    Esta sessão foi a última antes da minha operação e no fim estava muito orgulhosa de mim! A parte do milho está a ser pintada com espátula! Nunca tinha pegado sequer numa e posso fizer que não é fácil pintar com uma. Estão aqui três horas de trabalho árduo e lento, pois também é necessário dar o movimento aos caules e folhagem do milho. Sob a tutela da minha professora, lá fui dando mais luminosidade em alguns pontos...
   



 Esta fase já é para retoques e pormenores... e regressei cheia de vontade ao Atelier. Retoquei o arvoredo ao fundo, escureci mais um pouco as sombras do campo de milho, primeiro plano, e dei mais luminosidade às coroas do milho e a certas partes do cavalo...
   Mas ainda há muito a fazer ... e aprender!!! Parece pronto mas ainda não está como eu quero!!! 
   


   Apesar de ter tido uma experiência anterior negativa com o óleo,, não sou mulher para virar as costas a dificuldades e estou a gostar muitíssimo deste meu trabalho!!! Além disso escolho pintar o que gosto e não o que é mais fácil.
   Gosto de um bom desafio ...




















Sem comentários:

Publicar um comentário